DINÂMICAS POTENCIAIS DA INFRAESTRUTURA VIÁRIA COMO VETOR DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Andrezza Aparecida Saraiva Piekas, Rógis Juarez Bernardy

Resumo


As rodovias apresentam diversas particularidades relativas às interações com seu entorno, de forma que requerem pesquisas para identificar demandas potenciais que exercem na economia e nos demais aspectos de uma região. O objetivo é analisar a influência da rodovia BR 282, como vetor de desenvolvimento a partir da presença e diversificação de atividades econômicas industriais, entre os municípios de Xanxerê e Pinhalzinho (SC). Justifica-se pela importância que a estrutura viária exerce na economia da região, contribuindo para o desenvolvimento econômico. Destaca-se a vitalidade econômica às margens da rodovia, o que contribui para a atratividade e para o crescimento da indústria, nos municípios. A pesquisa caracteriza-se como um estudo de caso de corte transversal, de caráter qualitativo, com perspectiva multiparadigmática. As técnicas utilizadas foram o levantamento de dados estatísticos (como suporte), a observação direta e as entrevistas semiestruturadas, sendo que os dados foram categorizados, aplicando-se a análise de conteúdo. Identificou-se o grau de influência exercido pela rodovia BR 282, como vetor de desenvolvimento regional, uma vez que os entrevistados confirmaram que estar localizado às margens da rodovia é relevante do ponto de vista da competitividade. Atesta-se que as empresas se deslocaram de outras unidades administrativas, ancoradas pela infraestrutura viária, portanto existe uma “drenagem industrial regional” para o entorno da rodovia, que a industrialização às margens da rodovia consentiu em novas dinâmicas potenciais, gerando novos postos de trabalho e inserindo novas tecnologias ao contexto regional.

Palavras-chave


Desenvolvimento regional. Rodovias. Industrialização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X