ECOSSOCIOECONOMIAS: ANÁLISE DE EXPERIÊNCIAS AO OESTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Carlos Cioce Sampaio, Isabel Jurema Grimm, Liliane Cristine Schlemer Alcântara, Oklinger Mantovaneli Junior

Resumo


O objetivo deste artigo é realizar uma análise comparativa de dez experiências com dimensões ecossocioeconômicas no território Oeste dos Estados Unidos da América. A metodologia se estrutura na revisão bibliográfica e documental, estudo exploratório e pesquisa de campo. As experiências possuem características híbridas em relação às modalidades ecossocioeconômicas, e classificam-se como de responsabilidade socioambiental corporativa, cooperativismo, gestão pública municipal, gestão de unidades de conservação, movimento sócio político, città slow e ecovilagges. Os resultados sugerem que nas experiências norte americanas observadas existem uma correlação entre ação instrumental e substantiva, no entanto não reduzida à esfera da economia, quando esta apresenta concepção meramente mercantil, desconectada das outras dimensões da esfera da vida, bem viver e sustentabilidade. Conclui-se que a instrumentalidade da ação humana ainda persiste e se torna necessária na ocasião que se compreende a escala intergeracional. Ainda que as experiências sejam comparativas, constituem-se em territórios próprios, o que sugere que cada um possui gênese que lhe distingue.

Palavras-chave


Mudanças climáticas. Desenvolvimento. Arranjos Institucionais. Arranjos Socioprodutivos.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X