CAPITAL SOCIAL E A CONSTITUIÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POR AGRICULTORES FAMILIARES NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO BARREIRO-SP

Ana Iracema Neves Fagundes Nogueira de Oliveira, Moacir José dos Santos

Resumo


O município de São José do Barreiro, localizado no estado de São Paulo, encontra-se estagnado economicamente e se caracteriza por uma economia predominantemente agrícola de subsistência. Uma alternativa para alterar favoravelmente as condições do município é a constituição de empreendimentos econômicos solidários por agricultores familiares. No entanto, para a constituição de EESs entende-se necessária a existência de capital social entre os produtores. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é diagnosticar se o capital social existente entre os agricultores familiares do município é favorável à constituição de empreendimentos econômicos solidários. A metodologia da pesquisa é exploratória e qualitativa. A coleta de dados foi realizada a partir do exame de documentos e por entrevistas com os agricultores familiares de São José do Barreiro. Os resultados demonstraram que há pouca cooperação e confiança entre os agricultores familiares; além disso, verificou-se que o nível de empoderamento é baixo. Conclui-se que o capital social existente entre os agricultores familiares não é favorável à constituição de EESs.

Palavras-chave


Capital Social. Economia Solidária. Desenvolvimento.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X