ATRATIVIDADE E DIMENSÃO ECONÔMICA DA AGROINDÚSTRIA CANAVIEIRA: O CASO DO SUDESTE DO BRASIL

Bárbara Françoise Cardoso Bauermann, Jandir Ferrera de Lima

Resumo


Este artigo analisa a atratividade da Região Sudeste do Brasil no setor sucroalcooleiro e estabelece uma comparação entre o nível e o ritmo de crescimento e a intensidade de inovação neste setor. Para tanto, utilizou-se quatro indicadores, a saber: o coeficiente de atração, o indicador do nível de crescimento, o indicador do ritmo de crescimento e o índice de intensidade de inovação. Os resultados confirmaram que o Estado de São Paulo é um polo de atração significativo para as agroindústrias canavieiras em termos de emprego. Porém, a intensidade de inovação neste Estado foi menor do que na maioria dos demais Estados do Sudeste, assim como o nível de crescimento. Por outro lado, Rio de Janeiro apresentou os menores indicadores, com exceção do ritmo de crescimento.

Palavras-chave


Economia regional. Setor sucroalcooleiro. Coeficiente de atração. Investimento. Crescimento econômico.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X