SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SOB A ÓTICA DOS GESTORES PÚBLICOS NO ESTADO DE SERGIPE, BRASIL: QUAL A PERCEPÇÃO E AS DIFICULDADES PARA UTILIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE O TEMA?

Williany Isis Santos, Adriana Correia dos Santos, Fabian Gilberto Ardila Pinto, Andhressa Araújo Fagundes, Silvia Maria Voci

Resumo


O presente artigo objetiva descrever a percepção dos representantes da gestão pública municipal do estado de Sergipe, Brasil, sobre segurança alimentar e nutricional e identificar as dificuldades para obtenção e utilização de informações sobre o tema. Trata-se de um estudo transversal com métodos mistos, aplicando-se técnicas de análise qualitativa e triangulação de métodos. Foram realizadas entrevistas com trinta e seis representantes da gestão pública municipal atuantes na temática. O significado da segurança alimentar e nutricional deteve-se em maioria ao sentido quali-quantitativo da alimentação, seu acesso e práticas alimentares saudáveis. Já as dificuldades para obtenção e utilização de informações sobre o tema referiram-se à necessidade de apoio técnico dos níveis estadual e federal, de recursos financeiro e material, falta de indicadores em nível local e limitada articulação intersetorial entre os níveis de governo. Concluímos que a percepção identificada dos gestores pode limitar sua atuação que, aliada às dificuldades relatadas pelos mesmos, pode contribuir para a subutilização de dados locais e entraves para efetivação do sistema de segurança alimentar e nutricional no nível municipal.

Palavras-chave


Pesquisa Qualitativa. Intersetorialidade. Política Pública. Gestor de Saúde

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X