Diagnóstico para Sustentação da Escolha de Modelo de Roteirização em Organização de Base Econômica Familiar

Adelaide dos Santos Figueiredo, Janaína Deane de Abreu Sá Diniz, Leila Lopes da Mota Alves Porto, Isabele Lopes Costa

Resumo


A distribuição física das organizações de base econômica familiar geralmente é realizada empiricamente, sem nenhum conhecimento básico de técnicas e parâmetros de distribuição.
Este artigo tem por objetivo identificar essa deficiência, buscando mapear os parâmetros que precisam ser considerados e avaliados na estruturação de um modelo de roteirização para essas organizações.
A metodologia utilizada foi o estudo de caso, foram definidos como objetos de estudo os processos de coleta e distribuição de uma cooperativa de leite e sua cadeia de suprimentos.
Os resultados deste estudo sugerem deficiências nos processos ligados à produção e na escolha das rotas de coleta e entrega, acarretando elevados custos de distribuição. Conclui-se que, antes da escolha do modelo de roteirização mais adequado para uma dada organização, deve haver uma avaliação prévia e resolução dos problemas associados àqueles processos que influenciam diretamente e indiretamente o planejamento dos veículos.

Palavras-chave


roteirização, cadeia de suprimentos, canais de distribuição

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X