REGIONALIZAÇÃO DA SAÚDE: IMPLICAÇÕES À CONSTRUÇÃO DE REDES DE SAÚDE INTERFEDERATIVAS

Izadória Lopes Rêgo, Quésia Postigo Kamimura, José Luis Gomes da Silva

Resumo


Tem-se como objetivo analisar a regionalização das ações e serviços a partir da construção de redes de saúde interfederativas da mesorregião do Bico do Papagaio, Rede TOPAMA, e da região do Vale do médio do São Francisco, Rede PEBA, fundamentadas no pacto pela saúde. Tendo a temática investigativa ancorada em uma nova estratégia de organização dos serviços de saúde, foi realizada uma pesquisa documental, com análise de conteúdo, tendo os documentos do Subprojeto QualiSUS-Rede da Rede TOPAMA e da Rede PEBA como foco de análise. Os resultados revelaram que a Região TOPAMA ainda não está dotada de elementos necessários para o pleno funcionamento com integração das ações e serviços para atender às demandas da população. Na região PEBA, a rede demonstra-se articulada e hierarquizada, contudo, com a necessidade de definir novas estratégias a fim de superar os desafios frente às barreiras geográficas para garantia da assistência e acesso às ações e serviços de saúde. Conclui-se que, para garantir assistência à saúde integralizada e equânime com gestão compartilhada, as federações para além dos interesses próprios e limitações burocráticas, devem caminhar estrategicamente articuladas e em sintonia para garantir o desenvolvimento regional, a cidadania ativa e o bem-estar da população.

Palavras-chave


Políticas de Saúde; Regionalização; Gestão em Serviços de Saúde; Desenvolvimento Regional.

Texto completo:

PDF