Geração de produção, emprego e renda e efeito transbordamento dos setores do Estado do Paraná

Umberto Antonio Sesso Filho, Rossana Lott Rodrigues, Antonio Carlos Moretto, Ricardo Luís Lopes, José Joaquim Martins Guilhoto, Paulo Rogério Alves Brene

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar as relações entre o estado do Paraná e o restante da economia brasileira dentro do sistema inter-regional de insumo-produto composto pelos estados da Região Sul e Restante do Brasil. A pesquisa buscou identificar os setores-chave para a geração de produção, emprego e renda e as atividades econômicas com maior valor de efeito transbordamento. Considerando o efeito regional (Paraná) da geração de produção, os setores-chave são: tintas, vernizes, esmaltes e lacas, produtos do fumo, artefatos de couro e calçados, material eletrônico e equipamentos de telecomunicações e outros equipamentos de transporte. Os setores mais importantes para a geração de postos de trabalho são agricultura, silvicultura e exploração florestal, pecuária e pesca, Serviços de manutenção e reparação, serviços de alojamento e alimentação e outros serviços. A capacidade de geração de renda é maior para as atividades serviços imobiliários e aluguel, educação pública, comércio, administração pública e seguridade social e serviços prestados às empresas e eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana. Existem setores que mostram maior efeito transbordamento para a geração de emprego e renda, refino de petróleo e coque, produtos químicos, eletrodomésticos e automóveis, camionetas e utilitários com valores entre 40% e 63%.

Palavras-chave


Paraná; insumo-produto; estrutura produtiva

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X