A influência dos fatores socioeconômicos no endividamento dos municípios do Rio Grande do Sul

Nelson Guilherme Machado Pinto, Daniel Arruda Coronel, Kelmara Mendes Vieira, Paulo Sergio Ceretta

Resumo


O objetivo deste trabalho é verificar como o endividamento dos municípios do estado do Rio Grande do Sul é afetado pelos aspectos ligados ao desenvolvimento socioeconômico. Neste sentido, utilizou-se a Análise Fatorial e Regressão Quantílica. Foram analisadas variáveis de desenvolvimento socioeconômico e endividamento para todos os 496 municípios gaúchos no ano de 2010. Através da Análise Fatorial, o desenvolvimento socioeconômico foi dividido em quatro fatores de desenvolvimento: Educacional e Salarial, Urbano, Hospitalar e Econômico, Agropecuário. Apenas o grupo de municípios do primeiro quantil, isto é, que apresentaram uma menor variação no seu endividamento para o período estudado, obtiveram uma relação estatística significativa com os fatores de desenvolvimento socioeconômico, não sendo encontrada nenhuma relação estatística significante para os outros dois quantis. Além disso, os municípios do primeiro quantil mostraram-se mais desenvolvidos em três dos quatro fatores de desenvolvimento. O Desenvolvimento Hospitalar e Econômico é o fator que mais alavanca a gestão eficiente dos recursos municipais, pois, quanto mais desenvolvidos forem os municípios para esse fator, menores serão seus níveis de endividamento. Para os demais fatores foi encontrada a mesma relação, porém com impactos menores.

Palavras-chave


Desenvolvimento Socioeconômico; Endividamento Municipal; Análise Fatorial; Regressão Quantílica; Rio Grande do Sul

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X