CRIME ECONÔMICO DE TRÁFICO DE DROGAS: PERFIL, CUSTO E RETORNO

Pery Francisco Assis Shikida, Bárbara Françoise Cardoso, Giácomo Balbinotto Neto, Luiz Marcelo Berger, Marcia Regina Godoy

Resumo


O objetivo deste artigo é de levantar o perfil das pessoas que cometeram o tráfico de drogas e a relação custo-benefício deste delito, por meio de um estudo de caso nos Estados do Paraná e Rio Grande do Sul (Brasil), tendo como referencial a teoria econômica do crime de Becker (1968). Para tanto, foi aplicado um questionário a uma amostra composta por 194 detentos em seis estabelecimentos penais paranaenses e gaúchos. A partir das respostas (obtidas em 2017), foi identificado o perfil pessoal, socioeconômico e criminal, bem como a relação custo-benefício realizada pelos traficantes de drogas. Além disso, os resultados mostraram que a relação custo-benefício do tráfico de drogas proporciona o dobro de retorno econômico.

Palavras-chave


Economia do crime; Drogas; Detentos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X