DESENVOLVIMENTO REGIONAL E SUSTENTABILIDADE ESPACIAL: O CASO DA AMAZÔNIA LEGAL BRASILEIRA

Anna Paula Araujo, Waldecy Rodrigues, Paulo Barros de Sousa

Resumo


O objetivo deste estudo foi discutir e apresentar a sustentabilidade espacial como elemento de promoção do desenvolvimento regional no Brasil, a partir da construção de um índice brasileiro de sustentabilidade espacial. Para tanto, estimou-se o índice a partir de quatro dimensões: a demográfica, a do bem-estar espacial, a condição ambiental, o arranjo econômico espacial. Os resultados apontam que o Brasil não tem sustentabilidade espacial e que essa (in) sustentabilidade é mais severa nas regiões periféricas do país. Uma das alternativas para ampliação da sustentabilidade espacial no país são políticas que busquem espraiar indústrias à base de biotecnologia pelo país, de acordo com as amenidades urbanas, rurais e ambientais de cada microrregião brasileira.

Palavras-chave


Desenvolvimento regional. Sustentabilidade espacial. Migrações. Conservação ambiental. Localização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X