PAPÉIS TRISSETORIAIS NA PROMOÇÃO DO CONSUMO SUSTENTÁVEL: O CASO DE XANXERÊ – SC

Verônica Macário de Oliveira, Suzanne Érica Nobrega Correia, Carla Regina Pasa Gomez

Resumo


A promoção do consumo sustentável faz parte da Agenda 2030, como um dos principais Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), o que requer a identificação e a análise dos papéis dos atores responsáveis por esse processo incluindo governos, empresas e sociedade civil. As sacolas plásticas são um ícone de consumo brasileiro que causa danos à sociedade e ao meio ambiente, de modo que se evidencia a necessidade de intervir nos seus padrões e níveis de consumo. Assim, este artigo teve como objetivo analisar o processo de promoção do consumo sustentável adotado no Programa de Redução do Consumo de sacolas plásticas nos supermercados na cidade de Xanxerê – SC –, a partir dos papéis trissetoriais identificados em estudos recentes. Esta pesquisa é qualitativa, realizada por meio de um estudo de caso de natureza exploratória e descritiva, a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com sujeitos sociais relevantes para o programa e análise documental. Foram analisados 17 papéis de governo, 11 papéis de empresas e 7 papéis da sociedade civil identificados na literatura. Os resultados apontam que o envolvimento dos atores dos três segmentos da sociedade, a partir da construção de espaços de diálogos e negociação para gerar alternativas viáveis e promover uma mudança cultural foi essencial para a eficácia do programa, com ênfase na liderança das empresas e na participação da sociedade civil.

Palavras-chave


Consumo sustentável. Parcerias trissetoriais. Sacolas plásticas.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X