Perfil socioeconômico do trabalhador no mercado de trabalho da Amazônia Sul-ocidental

Julio Cesar Feitosa dos Santos, Rubicleis Gomes da Silva

Resumo


Em nível de economia mundial, o mundo do trabalho tem passado por profundas alterações nos anos recentes, com impactos importantes sobre a inserção na mão-de-obra no mercado. As alterações na estrutura do processo produtivo, ou melhor, a introdução de maior tecnificação e a consequente especialização da produção acarretou mudanças nas estratégias empresarias e significativas mudanças no perfil da mão-de-obra demandada. No Acre, bem como nos demais estados da Federação Brasileira, verifica-se que esse novo paradigma produtivo trouxe mudanças na forma de organização do trabalho. Dessa forma, a presente pesquisa tenta responder: quais os atributos que caracterizam o perfil sócio-econômico dos trabalhadores que estão inseridos ou não no mercado de trabalho acreano? Na busca da resolução dessa problemática procura-se identificar as variáveis caracterizadoras do perfil do trabalhador no Acre. A metodologia utilizada foi o método de Análise de Componentes Principais (ACP). Os principais resultados desta pesquisa apontam que o mercado está demandando trabalhadores mais escolarizados, com cursos técnicos e com experiência profissional. Além, de ser verificado um grande número de indivíduos casados e sem muitos filhos participando do mercado de trabalho. Outro importante resultado é a importância da boa escolaridade dos pais como fator caracterizante do trabalhador inserido no mercado.

Palavras-chave


Empregabilidade; mercado de trabalho; componentes principais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X