Implantação da política para take-off tecnológico e algumas considerações

Isabel Cristina dos Santos, Márcio da Silveira Luz

Resumo


Este trabalho discute a necessidade de uma política de inovação tecnológica e a conveniência da Engenharia Reversa, ou Inversa na aprendizagem de novas tecnologias. Ainda, apresenta a prática de desenvolvimento tecnológico em nações consideradas tecnologicamente bem-sucedidas. Em comum, essas nações produzem novos conhecimentos tecnológicos a partir do fluxo contínuo de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Aplicado, o que amplia a participação dos produtos tecnológicos nas exportações e eleva os níveis de desenvolvimento econômico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, baseada em análise documental, em fontes secundárias reconhecidas, possibilitando comparar a prática de Desenvolvimento Tecnológico entre o Brasil e outros países. Conclui-se que o domínio tecnológico nacional amplia-se com a exportação de produtos de alta tecnologia. O trabalho destaca o valor estratégico da extensão dos incentivos governamentais e de agências de fomento para a Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico às atividades de Engenharia Reversa, ou Inversa e Imitação Criativa.

Palavras-chave


take-off tecnológico, engenharia reversa, desenvolvimento nacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X